Prefeitura de Rio Preto

2021-11-26 02:35:44 By : Ms. Joey Zhou

Prefeitos, secretários e técnicos conheceram a Unidade de Reciclagem e Processamento de Resíduos

Uma delegação composta por prefeitos, secretários municipais e técnicos de três municípios mineiros, visitou o Complexo Municipal de Reciclagem nesta quinta-feira (18) para conhecer o sistema de gerenciamento de resíduos de Rio Preto.

Os visitantes são de municípios que fazem parte do Consórcio de Saúde e Desenvolvimento dos Vales do Noroeste Mineiro (Convales).

A visita teve início no Ponto de Apoio Jardim Atlântico, um dos 18 pontos oficiais que recebem entulhos da construção civil para serem encaminhados ao complexo para beneficiamento.

No Complexo de Reciclagem, as autoridades puderam monitorar todos os processos de processamento de resíduos.

Na delegação estiveram a prefeita de Brasilândia-MG, Oseias Queiroz; o prefeito da Chapada Gaúcha-MG Jair Montagner; o prefeito de Bonfinópolis-MG Manoel da Costa Lima; a vice-prefeita de Bonfinópolis-MG Fernanda Oliveira; o secretário da Agricultura de Brasilândia-MG Jarmerson Macedo e o de Obras, Arley Valadares; o Secretário de Governo da Chapada Gaúcha-MG Eder Neves Castilho. Também integraram a delegação a técnica da Secretaria de Meio Ambiente de Arinos-MG Fabiane Rodrigues e a secretária executiva do Convales Irene Gomes Guedes. O engenheiro Tarcísio Paula Pinto, doutor em gestão de resíduos sólidos, também acompanhou a delegação.

O Complexo Municipal de Reciclagem de Rio Preto, administrado pela Secretaria de Serviços Gerais, recebe visitas periódicas de prefeitos, gestores ambientais, além de secretários municipais de obras e meio ambiente de diversas cidades, engenheiros e professores de faculdades de engenharia de diversos estados brasileiros e até de outros países que visitam o local para aprender sobre o funcionamento e processamento de entulhos de construção.

O coordenador do complexo de reciclagem Vinícius Viterbo explicou aos visitantes os processos de beneficiamento de resíduos realizados na usina municipal.

“A fábrica recebe o material coletado nos pontos de apoio. Primeiro, o entulho é separado para a retirada do rejeito e só depois o entulho é processado por uma britadeira rotativa ”, explica Viterbo.

A usina de reciclagem, assim como o complexo, possui todas as licenças ambientais dos órgãos de fiscalização ambiental e tem capacidade produtiva de 40 toneladas por hora.

Durante o processamento dos resíduos, são gerados seis subprodutos (ou agregados). O denominado material vermelho (Rough Rubble) destina-se à compactação de estradas não pavimentadas, aterros e terrenos irregulares. O material cinza (Concreto Isolado) é destinado à Fábrica Artefatos, parte do Complexo, que produz mais de 50 itens de concreto como: tubos, guias, bancadas, filetes, postes e tampas de entrada, entre outros. Os visitantes acompanharam todo o processo do projeto de resíduos sólidos da cidade. Eles também conheceram a fábrica de artefatos que fabrica produtos de concreto reciclado usados ​​em obras públicas de prefeituras e em praças, áreas verdes e espaços públicos municipais.

O secretário Ulisses Ramalho destacou que a produção média anual da fábrica de artefatos é de 10 mil peças e esse material é utilizado em obras públicas municipais. “Todo esse processo contribui para a preservação do meio ambiente e gera economia de custos na execução dos serviços públicos.

Na manhã desta quinta-feira (18), o prefeito de Rio Preto Edinho Araújo recebeu os prefeitos de três cidades do Noroeste mineiro - Jair Montagner, da Chapada Gaúcha; Oseias Queiroz, de Brasilândia de Minas; e Manoel da Costa Lima, de Bonfinópolis. Eles estavam acompanhados pela secretária executiva do Convales (Consórcio de Saúde e Desenvolvimento dos Vales do Noroeste Mineiro) Irene Gomes Guedes.

Durante o encontro, o prefeito apresentou aos visitantes um vídeo institucional sobre as atividades econômicas predominantes em Rio Preto e outro com detalhes das intervenções realizadas para a construção do Anel Rodoviário J. Hawilla. “Com uma série de obras, conectamos aqueles corredores que já existiam com os que criamos. Assim, construímos um anel viário que dá acesso a todas as regiões da cidade, aliviando o trânsito na área central ”, comentou.

Os prefeitos aproveitaram o encontro para trocar experiências relacionadas à gestão de resíduos sólidos e reciclagem de entulhos.

“Temos muito a aprender com experiências de sucesso como a de Rio Preto. É importante ver o que deu certo para aplicarmos políticas semelhantes em nossos municípios ”, comentou Montagner.

Eder Neves Castilho, secretário de governo da Chapada Gaúcha; Flaviane Rodrigues, técnica da Secretaria de Meio Ambiente do município de Arinos; Jamerson Macedo, Secretário de Agricultura; e o secretário de Serviços Gerais de Rio Preto, Ulisses Ramalho.

Secretarias e outros órgãos