Porto Rico: Fazendo conexões para construir uma rede | Espanhol

2021-11-26 01:56:40 By : Ms. Tina Sun

Michelle Farhat, estudante de mestrado da Escola de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Universidade de Michigan (SEAS) analisa o gaseificador que ela e seu equipamento serão construídos na Universidade de Puerto Rico Utuado. Crédito da foto: Levi Stroud.

Ivette Perfecto, professora de Meio Ambiente e Sustentabilidade da UM, analisa os danos sofridos por uma plantação de café em Utuado, Porto Rico.

“Agora existe a oportunidade de transformar os sistemas energéticos e agrícolas em ilhas em sistemas sustentáveis ​​baseados em energias renováveis ​​e agroecologia. E estamos prontos para contribuir com essa transformação ”.

O ojo bien definiu del huracán Maria três horas antes de chegar a Porto Rico, no dia 20 de setembro de 2017, con vientes máximos sustentados em torno de 150 mph. Crédito da foto: NOAA National Satellite, Data and Environmental Information Service (NESDIS) Imagem infravermelha colorida do satélite Suomi NPP NOAA / NASA.

Arturo Massol Deyá, diretor executivo associado da Casa Pueblo.

“Agora temos um oásis de comida, energia, comunicação, entretenimento e ativação econômica em todas as partes da comunidade”.

Michelle Farhat e Jonathan Pruitt, alunos de pós-graduação da Escuela de Medio Ambiente y Sostenibilidad de la Universidad de Michigan, montaram um granulador que vêm usando para homogeneizar biomassa, como cascas de café, bambu e estacas de inga. Luego usará os grânulos para alimentar um gaseificador que os converterá em singlas para serem usados ​​em um microred híbrido em Adjuntas, Porto Rico. O subproduto do processo, denominado biochar, seria utilizado para aprimorar o aproveitamento da cafeicultura.

Michelle Farhat, estudante de mestrado na Escola de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Universidade de Michigan (SEAS) analisa o gaseificador que ela e seu equipamento construíram na Universidade de Puerto Rico Utuado. Crédito da foto: Levi Stroud

O modelo mostra como o sistema poderia funcionar usando biomassa para produzir gás de síntese e biochar.

Karina Rodríguez, estudante de agricultura sustentável na Universidade de Puerto Rico, Utuado, prepara amostras de suelo para sua análise. Foi coletado em uma das fazendas de café que os professores da UM Ivette Perfecto e John Vandermeer estão estudando na ilha.

Don Julio, um agricultor de 75 anos, está limpando entulhos e ervas daninhas para reiniciar sua fazenda, onde cultivava café, naranjas, pinhões e plátanos antes que o huracán María aniquilasse as colheitas. Crédito da foto: Nardy Baeza Bickel.

Ivette Perfecto, professora da Escola de Meio Ambiente e Sustentabilidade da UM, analisa os danos sofridos por uma plantação de café em Utuado, Porto Rico. Perfecto, que está localizado em Porto Rico, está liderando um projeto para aumentar a resiliência energética e agrícola da região por meio do uso de gaseificação e seu subproduto, o biochar. Crédito da foto: Levi Stroud.

Os professores da UM Ivette Perfecto e John Vandermeer observam um Ceciliano - um anfíbio em seus pés que se parece com um verme ou uma cobra - que o estudante Nicholás Medina conheceu ao coletar suas amostras em uma fazenda perto de Utuado. Crédito da foto: Nardy Baeza Bickel.

Os professores da UM Ivette Perfecto e John Vandermeer estão estudando uma fazenda de café perto de Utuado, Porto Rico, como parte de seu projeto para avaliar a biodiversidade das fazendas de café que operam dentro da floresta modelo de Porto Rico. Seu estudo também analisa a resistência e a resistência das fazendas de café após os huracanes. O aluno de doutorado Zachary Hajian-Forooshani pode ser visto na parte de trás. Crédito da foto: Nardy Baeza Bickel.

Os pesquisadores planejam usar esses painéis existentes na Casa Pueblo, como os instalados na rádio da entidade, para criar minirredes com energia proveniente de gaseificadores.

Se as vistas desde a estrada Utuado até os Adjuntos são impressionantes, os estragos causados ​​pelos huracanes Irma e María não são evidentes. Crédito da foto: Nardy Baeza Bickel.

ARRIBA: O diretor da Casa Pueblo Arturo Massol-Deya e José Alfaro, professor assistente de prática do SEAS, visitam um minimercado em 'palha' que atualmente funciona com energia solar. Os especialistas estão avaliando a conversão deste local em um mini-vermelho híbrido, adicionando um gaseificador ao sistema de painéis solares, permitindo que eles também forneçam eletricidade para as casas próximas. ABAJO: Vista de palha. Crédito da foto: Nardy Baeza Bickel.